Cidade de Paris recebe, sozinha, mais turistas que o Brasil por ano

Capital da França tem se recuperado bem do baque sofrido no setor por conta da pandemia

Os dois últimos anos, desde que a pandemia do novo coronavírus se espalhou por todo o globo, foram de grandes dificuldades e incertezas, especialmente para o setor do turismo. Com a ampliação do acesso às vacinas, porém, o mundo vai, pouco a pouco, voltando a uma certa “normalidade”.

Assim, depois de uma temporada de isolamento, muitas pessoas têm optado por viajar para tentar recuperar parte do tempo perdido. Uma das opções mais visadas pelos turistas do mundo inteiro é a viagem à Paris, uma cidade histórica e imponente que merece ser desbravada e, é claro, apreciada.

Para se ter uma ideia, a capital francesa recebeu somente em 2019 pouco mais de 10 milhões de turistas, enquanto o Brasil inteiro recebeu menos de 6,5 milhões no mesmo período. Os números impressionam e revelam também um forte investimento no setor turístico.

Paris é preferência mundial do turismo

Observando esse cenário pós-pandemia, a cidade de Paris aparece como um dos locais mais procurados pelos turistas em escala global. Isso fica claro com os dados da lista Top 100 City Destination Index, elaborada todos os anos pela companhia de pesquisa de mercado Euromonitor.

Segundo essa lista, que se refere especificamente ao ano de 2021, entre as 20 cidades mais atraentes no planeta para os turistas, Paris se destaca com o primeiro lugar, superando, respectivamente, Dubai (Emirados Árabes), Amsterdã (Holanda), Madri (Espanha) e Roma (Itália).

O alto investimento do governo francês em testagem em massa, ainda no ano de 2020, e na exigência do chamado passaporte sanitário para comprovar que as pessoas que estavam ingressando no país estavam devidamente imunizadas foram fundamentais para essa recuperação mais acelerada do turismo.

Ao mesmo tempo, o turismo parisiense acabou se reinventando em meio à pandemia, com visitas realizadas à distância e até mesmo a implantação de roteiros que podiam ser realizados a pé. Tais medidas diminuíram, em parte, o impacto causado pela presença do vírus na cidade e no próprio país.

Vale dizer ainda que para alcançar esse patamar tão elevado de estrangeiros visitantes, não apenas a cidade de Paris como toda a França fazem um trabalho significativo de valorização do turismo local, o que abrange desde investimentos do setor público até uma conscientização de sua própria população.

Números no Brasil mostram melhora do setor turístico

Olhando agora para a realidade brasileira, podemos dizer que os números percebidos no setor de turismo do Brasil, apesar de serem bem inferiores aos da capital francesa, já demonstram uma melhora significativa frente à realidade vivida durante a pandemia de Covid-19 desde 2020.

De acordo com a Agência Brasileira de Promoção Internacional do Turismo, a Embratur, agência do Ministério do Turismo, a estimativa quanto ao número de turistas vindos do exterior para o Brasil ao longo de todo o ano de 2022 era de cerca de 4,2 milhões.

Entre os meses de janeiro e agosto, 1.604.468 estrangeiros ingressaram no Brasil com visto de turista, também segundo dados da própria Embratur e divulgados pelo portal de notícias CNN Brasil, em setembro de 2022. Apesar de parecerem pequenos, tais números mostram que o setor tem conseguido se recuperar.

Para se ter uma noção, no mesmo período de 2021, o país recebeu 231.793 turistas estrangeiros – uma alta proporcional de 592% –, chegando ao total de 596.745 no ano anterior inteiro. O aumento na demanda turística em terras brasileiras também é favorecido com a expansão da vacinação e um maior controle da pandemia.

No Brasil, o setor de turismo é visto com bastante otimismo, especialmente com a retomada da busca por voos internacionais. O mesmo sentimento é percebido pela rede hoteleira, na qual devem ser investidos cerca de R$ 5,3 bilhões até 2026 em obras de construção de novos hotéis e quartos em 93 cidades brasileiras.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

15 − um =